Ela queria ser livre para sorrir

01:13


Ela deixou as borboletas escaparem de dentro e voarem na imensidão, sem direção; libertou o coração. Abriu os braços e gritou, bem alto, sem noção que condiz, abdicou à solidão.

Livre era o que ela mais queria ser. Filtrou as lágrimas, desfazendo o nó da garganta, sentindo o peito recuperar o fôlego, sem rompante algum, sem sentindo nenhum deixou tudo se esvair.

Ela aprendeu que felicidade é acaso. Não se mede, não se programa e não se compara; se é, se vive, se descobre. Ela aprendeu a dizer adeus, a ouvir o tempo, a deixar ir e vir. 

Parece um tanto egoísta, mas ela aprendeu a ser o que ela quiser. Ela sabe que a queda é inevitável, mas ela queria motivos para rir e chorar de feliz, ela queria ser livre para sorrir, quando ela quiser.

You Might Also Like

4 comentários

  1. Amei teu texto! Tua escrita é cativante, sério ❤

    literarizandomomentos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Linda! Muito obrigada, Milena. Fico grata que tenha gostado ❤

      Excluir
  2. Olá lindona, felicidade são todos os momentos que vivemos e podemos recordar com um belo sorriso no rosto. Seu texto ficou simplesmente perfeito.
    Amei conhecer seu blog.

    PS: Seguindo para não perder nada.
    Beijos.

    meumundosecreto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente!
      Vanessa, gratidão enorme pelas tuas palavras!
      Obrigada ♥

      Excluir