Não espere morrer para querer aflorar

22:23


Infinito sentimento sagrado e blindado, de repente à paisana, sem proteção alguma de guerra, desprotegido e vivendo a leveza do caminhar solitário; é tão estupenda a forma de sucumbir a amar.

As íris perdidamente desesperadas olham de um extremo ao outro, do verso ao inverso, trezentos e sessenta graus em desvio de fuga. Miragem; você. Com os olhos fixos leio as entrelinhas do teu caminhar e, que, ao se aproximarem tornam-se mistérios desvendados com gosto intrigante, sentimento interessante, finalmente, sintonia estonteante. O coração interditado por tempo indeterminado resolveu acordar.

Chegou e invadiu sem avisar derrubando as portas do tempo. E chove, e transbordo, e naufrago sem saber nadar nas águas desse súdito mar de palavras abrigadas prestes à me afogar; mergulho sem pensar, sem controlar, sem exitar. 

Com um frágil sorriso do outro lado da superfície atravessou o meu coração e me fez cambalear, injeção de adrenalina fez-me apaixonar, e me perder, e delirar sem pestanejar. As palavras trocadas com estranheza na casualidade de um encontro não premeditado, talvez fôra consequência das minhas escolhas ou, talvez, fôra a chave das minhas incertezas avisando que chegou para ficar. 

Mas resolve ir.

E vem os flashes turvos das memórias me levando de volta para a sensação do primeiro momento. Uma inquietação se prolifera sob a pele e sinto as palavras árduas engasgarem na garganta sem força para serem cuspidas e, despretensiosamente, pelos olhos elas escorrem sem ânimo algum de parar.

Começa amortecer, vai esvaindo, vai indo embora a vontade de voltar e condenada pelo aperto do peito a sentir começo a lutar. Sou convidada uma, duas, três e incontáveis vezes para entrar e, de repente, sou expulsada, mas como acabar se a cima das pedras floresce e está enraizado. Uma fração de segundo e tudo está perdido, mas logo começa a brotar. Me regue, ou esquece.

Só não espere morrer para querer aflorar.

You Might Also Like

4 comentários

  1. Que texto forte! Tem muito amor que é assim. Mas olha, acredito que se não querem que a gente aflore, o melhor é fugir disso o quanto antes, levando os aprendizados.
    Beijos!

    claramenteinsana.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É complicado, né?! Realmente, levar os aprendizados é o melhor que podemos fazer.
      Super beijo ❤

      Excluir
  2. Muito intenso o texto,acho realmete muito difícil pra mim é uma coisa especialmente complicada.

    https://euhumanaefinita.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te entendo... É verdade!
      Obrigada, Monique! ❤

      Excluir